Sejam Bem-vindos Ao Meu Blogue!

Escrever é muito mais do que uma mera paixão, é uma parte de mim!
Na poesia, os pensamentos, as ideias e as emoções ganham vida própria, deixam de ser uma parte do autor e rompem a fronteira do "eu" , abraçando, assim, outras realidades, outras vidas.
Nélson J. Ponte Rodrigues

sábado, 6 de setembro de 2014

Um Quarto Vazio, Mas Atafulhado?!

Sem um grande amor, a felicidade jamais será plena! Contudo, optar pela solidão é um ato de coragem e poucos ousam tê-la como companheira de quarto.
Muitos vivem com uma pessoa por mero comodismo. Sentem-se insatisfeitos e deprimidos, mas, mesmo assim, recusam-se a aceitar a desconfortável verdade, ou quaisquer planos de mudança. A apatia jamais trará luz para a tua existência. Se alguém não nos preenche e não nos faz feliz, valerá a pena manter fachadas quando os alicerces da casa já ruíram? Posso estar só mas, pelo menos, não me contento com pouco.
Aprecia verdadeiramente tudo aquilo que és, nunca te anules por ninguém…
Só quem sabe o que quer, sabe o que não quer também! A felicidade começa em ti, no teu mundo… os outros são um complemento dessa felicidade.
Não gosto de nada pela metade, nem de portas entreabertas, nem de relações gélidas ou mornas… Sou um pouco intransigente!? Talvez! Sou regido pelo planeta do amor definitivamente. Gosto ou não gosto, venero ou abomino. Não gosto de metades, de “se” ou “quase”…
Quem quase viveu não aproveitou a vida dignamente, na minha modesta opinião! Ninguém compra metade de um carro, metade de uma casa, metade de um livro… Certo? Abomino metades!
Quero tudo aquilo que me faça feliz por inteiro. O amor ou a amizade sucumbem, facilmente, perante a indiferença ou a ingratidão. Se não regares uma planta, o que é que acontece? A resposta é fácil!
As relações só sobrevivem quando há investimento, isto é, tempo e dedicação.
Sou exigente e dedicado… Sim! Valorizo-me! Simplesmente quero, luto e dedico-me a tudo aquilo que me traga felicidade. Não vivo de aparências nem de ausências. Quem sabe o valor que tem, não se entrega cegamente a alguém… Antes de amares alguém, ama-te incondicionalmente! Entrega-te cautelosamente!
Sê um bom livro: interessante, cativante e empolgante, capítulo após capítulo! Não reveles o melhor de ti de uma só vez! Revela um pouco de ti todos os dias. Sê um enigma perante as tuas conquistas! Impõe a tua presença na mente dela com subtileza e audaz destreza. Tudo aquilo que é fácil ou banal torna-se, facilmente, entediante e será, rapidamente, esquecido.
Não controlo o mundo no qual todos nós vivemos, mas posso e devo criar o meu próprio mundo, o meu refúgio onde só há espaço para aquilo e aqueles que me façam feliz e onde me sinta singular e especial!
 Nélson José Ponte Rodrigues
27-03-2014

Sem comentários:

Enviar um comentário